Como decorar janelas

Uma boa decoração das janelas pode dar um “ar de graça” à decoração ou arruiná-la por completo. Saber quais os tecidos colocar, o tamanho e qual o objetivo da própria decoração da janela requer algum tempo e ponderação antes de avançar com qualquer compra.

Qual o objetivo que pretende atingir com a decoração da janela?

Esta é a primeira pergunta que deve fazer. O objetivo é aumentar a privacidade, tornar a divisão mais acolhedora e confortável, regular a luminosidade ou simplesmente decorar? Por vezes queremos até abranger todos os tópicos acima descritos, outras vezes são-nos indiferentes alguns – e isso é relevante.

Por exemplo, se o seu objetivo é ter mais privacidade precisará de uma cortina mais grossa, mas, se isso não é relevante poderá preocupar-se mais com a decoração e com a beleza dos tecidos. Outra situação é a temperatura: de inverno sabe bem ter cortinas mais quentes e de verão tecidos mais leves e fluídos.

Qual a divisão em que está a pensar decorar a janela?

É totalmente diferente decorar a janela de uma cozinha ou de um quarto. As cozinhas pedem cortinas curtas pois é mais provável que se sujem, pelo que devem ser práticas e fáceis de lavar. Tal como em quartos de crianças para que essas não tenham acesso às mesmas. Já num quarto ou numa sala as cortinadas devem ser compridas – a tocar no chão ou até a “arrastar” para quem for mais arrojado.

E se optar por uns estores?

Hoje em dia há muita variedade de estores e de persianas de diversos materiais, desde as ripas de madeira ou bambu ou até modelos em madeira. Algumas são feitas de forma a reduzir a quantidade de radiações UV quem entram para dentro da casa e outras reduzem o nível de ruído exterior.

Qualquer que seja sua escolha, o importante é saber combinar com as cores e estilo da decoração do espaço. Poderá ser ousado a colocar algo diferente e vistoso ou se já tem muitos padrões na divisão, colocar algo liso.