Decoração Árabe – Tapetes

Na decoração Árabe os tapetes têm uma função quase que primordial, dado que são eles que vão comandar o resto da decoração, e é baseado na cor usada nos próprios tapetes que irá conciliar todo o resto da sua decoração. Por isso é muito importante começar a sua decoração pelos próprios tapetes, e escolher muito bem as cores destes para que consiga chegar a um consenso para decorar a sua divisão sem que fuja da cultura oriental e das linhas que esta comanda.

Os tapetes na decoração árabe têm uma dupla função, a própria decoração e o afastamento do frio já que geralmente as pessoas estão sentadas no chão. Por isso é importante que o tapete tenha uma textura muito confortável, e seja suficientemente alto para não magoar quem estiver sentado nele.

Os tapetes árabes possuem as cores normalmente usadas na decoração geral, ou seja, os vermelhos, os laranjas, os azuis turquesa, os verdes anis. E possuem padrões reproduzidos geometricamente, onde normalmente formam figuras geométricas no próprio tapete em grande dimensão, acompanhas de figuras um pouco mais pequenas pelo resto do tapete.

Os próprios tapetes árabes foram sofrendo alterações com o avanço das tecnologias e com as mudanças de tendências de decoração. A grande diferença dos tapetes antigos com os novos, é a formação e o destaque de um “medalhão” central, geralmente numa cor complementar à restante do tapete para dar ainda mais destaque, combinada com figuras geométricas em ponto pequeno pelo resto do tapete. Esta nova tendência dos tapetes árabes é denominada de Heybatlu, e é muito apreciada não só na cultura oriental, como na própria cultura europeia que têm vindo a adoptar estes tapetes para a decoração das suas casas.

Ao contrário dos outros tipos de tapetes que são exclusivamente para serem usados no chão, os tapetes árabes são também usados para decorar paredes de uma divisão. Esta tendência tem vindo cada vez mais a desenvolver-se nos países europeus, pela forma como fazem da divisão um espaço muito mais acolhedor.