Decoração de Janelas com Cortinas

As cortinas são vistas como peças inseparáveis das janelas e têm de ser escolhidas com a mesma importância de qualquer outra peça de decoração. Normalmente, o material usado na sua confecção é o tecido, mas também podem ser feitas de contas, pequenos objectos, fios e outras aplicações. Opte por aquelas que preferir esteticamente, que fiquem melhor no local e que sejam práticas para si – tanto para limpeza como para abrir e fechar as janelas.

Tradicionalmente, as cortinas de tecido são as mais usadas, pois conseguem tornar o ambiente mais acolhedor e são mais fáceis de combinar com a restante decoração. Além disso, se usar escolher o tecido apropriado, consegue reduzir o ruído vindo do exterior e aquecer o local.

Para escolher as cortinas, a primeira coisa que deve considerar é o tipo de janelas em que quer aplicá-las. Há vários modelos de janelas (desde as de correr, em guilhotina, de canto e de abrir – de dentro para fora ou o contrário) e terá de ter em conta as cortinas que permitirão um acesso mais fácil ao fecho da janela, ou seja, aquelas que não impeçam ou atrapalhem a sua abertura.

Outra questão importante é o tipo de tecido da cortina e onde quer colocá-lo. Geralmente, as sedas, os cetins e o brocados usam-se muito em espaços requintados. Os tecidos rendados são mais utilizados para conferir um toque romântico ao local e são puramente decorativos – não servem para isolamentos térmicos nem acústicos e não bloqueiam a entrada da luz. O mesmo acontece com outros tecidos finos, como o voile, o algodão, o linho ou a cambraia.

Já os tecidos mais pesados, como os linhos bem tramados, o brim ou o veludo servem para isolar bem o espaço. Por isso, analise bem o local onde vai aplicar os cortinados e pese os prós e os contras antes de tomar a sua decisão.

Depois de escolher o tecido que mais lhe agradar e melhor complementar o estilo do espaço, pense nos acessórios. Existe uma grande variedade de varões, feito de diferentes materiais (os mais comuns são em madeira ou metal), que são indicados para determinados tipos de ambientes e decorações. Normalmente, os de metal podem ter formas mais originais do que os de madeira, que se diferenciam apenas pela tonalidade. Existem diversos modelos de cortinas e a sua opção terá de depender principalmente do sítio onde estas serão instaladas. Além das clássicas duas cortinas, presas em varões, existem ainda os modelos de painel fixo, as romanas e outras que cobrem apenas parte da janela.

Saiba escolher – observe bem o local onde vai aplicar as cortinas e visite uma série de lojas, para se guiar por exemplos. No fim, dê o se toque pessoal, quer na forma de as coser e aplicar quer na escolha dos varões.

As cortinas são acessórios que brilham em qualquer decoração e que podem ajudar a tornar exclusivo qualquer ambiente.